sexta-feira, 13 de março de 2015

CHEGADA







Retornas,
com a mochila
carregada de horizontes
de um lugar
que é toda parte,
sem fronteira, nem  destino.
Em tua pele
a geografia,
em tua alma
a etnia
dos  anseios
a lavrar na memória
cada chão
que teus pés registram
nas pegadas  
do próprio nomadismo. 






Elizabeth F. de Oliveira




6 comentários:

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
DE-PROPOSITO disse...

Estive por aqui.
E, desejo felicidades

Manuel

Carmem Grinheiro disse...

Olá Elizabeth,
Quantos segredos carrega uma mochila no percurso duma vida errante.

bj amg

Eliete disse...

Elizabeth parabéns pelo blog, pelas suas poesias.Tudo muito lindo. Agora vou voltar sempre.

A.S. disse...

Uma chegada é sempre um momento de fortes emoções... as tuas poéticas palavras são, também elas, deliciosamente emotivas!


Beijos,
AL

Graça Pires disse...

Pés que escrevem no caminho o nomadismo dos afectos...
Muito belo!
Um beijo, minha querida amiga.