quarta-feira, 4 de março de 2009

NOVO CAMINHO






Entreolho a noite
como quem desconfia
da possibilidade da manhã.
Recolho os passos de solidão
e recuo no trajeto das hesitações.
Redescubro um caminho novo
tatuado de nem tão utópicas realizações.
A vida é mapeada de escolhas.






Elizabeth F de Oliveira
Foto Bruno Raposo

16 comentários:

Elizabeth F. de Oliveira disse...

Olá, queridos amigos!
Estive ausente por um período, mas com um lamento no peito, por sentir-me afastada dos amigos tão poéticos. Infelizmente, estive doente, mas agora estou de volta, reestabelcida, para compensar a ausência dos dias.
Agradeço o carinho e o companheirismo de sempre.
Um grande beijo no coração.

Graça Pires disse...

Ainda bem que voltaste, redescobrindo um caminho novo e recolhendo os passos da solidão. É muito bom o teu poema. Um beijo grande.

O Profeta disse...

És madeira verde
Ou apenas mulher perdida
Testemunha de berço feito de penas
Arca perdida da dor contida

Tudo isto é universo
Em límpida poça de água
Onde as conchas têm a forma de coração
Onde o sal afasta a mágoa

A ti que és minha amiga especial
convido-te a partilhar comigo o “sítio das conchas azuis”

Bom fim de semana


Beijo azul

Nilson Barcelli disse...

Querida, aida bem que voltou recuperada.
E com um belo poema. Gostei imenso.
Continue a descobrir caminhos. Caminhar é o essencial na vida, não é o chegar...
Bom fim de semana.
Beijo.

Gisela Rosa disse...

...este poema desafia!

Um beijo Elizabeth,
Gisela

Bill Stein Husenbar disse...

A última frase diz tudo...

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Cássia disse...

"Redescubro um caminho novo
Tatuado de nem tão utópicas realizações".
Me identifiquei bastante com este trecho.
Poema e foto harmonicamente belos!
Beijos.

Nilson Barcelli disse...

Reli e voltei a gostar.
Redireccionar os caminhos é preciso.
Bom resto de semana.
Beijo.

Vieira Calado disse...

E, tantas vezes, fazemos, na noite dos sonhos, essa escolha!

É essa a nossa condição de sempre procurar a utopia, nas nossas vidas!

Beijinhosss

mundo azul disse...

_________________________________

Que bom te-la de volta, Elizabeth!

Voltou em grande estilo, com um poema muito bonito...


Beijos de luz e o meu carinho!!!

__________________________________

Lancelot, from England disse...

Merry, joyful new paths, Poet. May they carry your heart to the sunny side of life! Stay there forever!

Happy birthday, lovely Poet. May gods and goddesses, Enya included, BLESS the young, you, the drunk, me, the mad, still me, the Poet, the child, the lovers.

Happy birthday! The whole world embraces you, hugs you, kiss you.

Happy birthday!

The White Cliffs of Dover
England.

manzas disse...

Nos vastos arejados
Campos do meu ser
Corre a sombra de uma voz
Pelos prados da mente…
Entre montes de razões
E rochedos do enlouquecer
Suplica a conflituosa
Tentação inconsciente…

Grato pelo
Belo comentário
No meu blogue…
Aproveito para desejar
Uma agradável semana!

Bem-haja!

O eterno abraço…

-MANZAS-

A.S. disse...

Há noites de palavras murmuradas
que incendeiam a noite numa festa
e que são nas longas madrugadas
a única alegria que nos resta!


Um beijo...

Te disse...

Obrigada pela passagem no meu blog. Parabéns pelo seu, pela poesia, pelo novo caminho e pelo seu olhar belo... A escolha das fotografias são a propósito :)
Um abraço de Luz

meus instantes e momentos disse...

parabens, lindo.
Maurizio

André Briguenti disse...

exatamente o caminho que me encontro, de uma passada aqui briguenti.blogspot.com e saberá do que falo....parabéns pelo blog..
Felicidades.