sexta-feira, 13 de junho de 2008

Sedução


A vida mostrou seu decote profundo,
na esperança vã de seduzir o mundo.
Passou despercebida.

Por mais que ela insista,
não se lhe oferece chance de conquista.
Mas vale a tentativa:
só quando a vida ousa, permanece viva.



Flora Figueiredo
Em 'O trem que traz a noite'

7 comentários:

Graça Pires disse...

"só quando a vida ousa, permanece viva." É mesmo isso, minha querida Elizabeth. Um belo poema de Flora Figueiredo. Um grande beijo.

DelfimPeixoto disse...

Gostei... da simplicidade....
abraço

Greice disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Greiice disse...

"Mas vale a tentativa:
só quando a vida ousa, permanece viva." ...Perfeito! Acho que estou começando a me apaixonar por "Flora Figueiredo". rs*

um bom ouvido disse...

E que ela (a vida) não desista jamais... beijinhos

Anônimo disse...

Muito sigelo este poema de Flora Figueiredo. Gostei muito.
Abraço.
teresa p.

retalhos disse...

olá!
Após tempão, mas creio ainda em tempo, estou aqui.
Obrigada pela visita.
Teu canto é especial, tem Flora, que amo ler.
Te aguardo por lá.
Abraço!