sexta-feira, 2 de outubro de 2015

SHIME

                                         
Solange Costa
bailarina internacional e coreógrafa



                                                                           para Solange Costa                                             


O Sol longe encosta
e  desliza sinuoso
no horizonte da palavra,
dança no ventre do verso,
movimento sensual:
oriente místico de poesia.
Tua presença  ensolarada
reverbera em shime* de luz ,
estremecendo de significados
o corpo do poema.








Elizabeth F. de Oliveira






*Shime é um dos principais movimentos da dança do ventre.





2 comentários:

Graça Pires disse...

Um poema com muito movimento e ritmo.
Um beijo, minha Amiga Elizabeth.

Ana Pereira disse...

Boa tarde
Passei pelo teu cantinho para te dar a conhecer o meu modesto espaço de poesia.
Espero que gostes. Um abraço, Ana Pereira
http://almainspiradora.blogspot.pt/